15.3.07

Educação dos tucanos é reprovada

Já faz pelo menos 12 anos que os movimentos sociais denunciam as consequências desastrosas da política educacional implantada pelo PSDB no Estado de São Paulo.
Foram dezenas de seminários, manifestações de rua, debates, livros analisando os equivocos da Aprovação Automática - como foi batizada pelas entidades a Progressão Continuada. O único objetivo de fato que o governo perseguia ao implementar essa política era reduzir os índices de repetência e evasão escolar, maquiando os dados educacionais e dando uma falsa impressão de melhoria do ensino público paulista.
Mas o que aconteceu foi o inverso. A qualidade baixou, crianças e adolescentes eram promovidos de uma série para outra sem o domínio mínimo de ferramentas básicas como ler e escrever.
A mídia relutou em mostrar essa realidade. Vez ou outra, viu-se na impossibilidade de esconder do noticiário o descalabro de crianças semi-analfabetas chegando à 8ª série do Ensino Fundamental. Mas o fato nunca era atribuido à falência do modelo educacional tucano.
Agora, com os resultados do Enem, não foi mais possível ignorar essa triste realidade. E diante do escandalo, tucanos se bicam para ver quem sobrevive.

Folha: não dá para ler!
Um dos principais porta-vozes do PSDB no Estado, o jornal Folha de S. Paulo, foi obrigado a se render e assinar Editorial no qual mostra o descalabro tucano na educação. E, numa notinha de rodapé, registra que o TRE retirou o nome da empresa da lista dos doadores para a campanha de Paulo Renato de Souza, ex-ministro da Educação de FHC. Alguém acredita que o jornal não fez abertamente a campanha de um dos principais artífices da política educacional dos tucanos? Basta lembrar o número de artigos assinados por Paulo Renato na sessão Tendências e Debates daquele folhetim.... Deu dinheiro.... isso é o de menos, o fato é que durante 12 anos se calou e corroborou com essa política educacional.
E você, ainda acha que não dá para deixar de ler a Folha?

Um comentário:

  1. vc jah disse tudo
    impssível comentar melhor
    fico pensando se as pessoas são de fato burras ou apenas hipócritas. a informação está ao alcance de todos...

    ResponderExcluir